As dúvidas mais comuns sobre ‘Coven’ e suas respostas

Finalmente saiu o artigo com as dúvidas de Coven, após tanto tempo. Peço desculpas por ter adiado tanto, mas será que eu não passei este tempo todo tentando desvendar alguns mistérios desta temporada? As perguntas mais comuns estão apresentadas logo em seguida, juntamente de suas respostas.

Por que quase todos os membros do clã são mulheres?

Por razões criativas, foi decidido pela equipe de criação da série que o clã teria primordialmente mulheres. Que tal o próprio Ryan Murphy ajudar a responder esta pergunta? Em outubro de 2013, o co-criador de American Horror Story concedeu uma entrevista à revista Entertaiment Weekly, onde surgiu a pergunta “Existem bruxos neste coven?”, à qual Ryan respondeu: “Sim, existem bruxos que são descendentes de Salem e existem outras ligações que veremos mais tarde na temporada sobre bruxos que não são de Salem, mas outros tipos de bruxos.”

Em dezembro do mesmo ano, durante uma entrevista para a revista Vulture, ele foi questionado a respeito do elenco ser majoritariamente feminino. Confira a resposta dele: “Este ano é sobre as bruxas, e escolhi não fazer sobre os bruxos. Existe somente um ou dois deles. Em certo ponto, nós conversamos sobre termos uma escola que teria homens e mulheres de maneira balanceada, mas abandonei a ideia. Eu não estava interessado pois me pareceu muito com Glee. Eu não sei.”

No primeiro episódio de Coven, vimos Zoe matar dois rapazes através de relações sexuais. Como então ela foi capaz de ter momentos assim com o Kyle e Madison?

Kyle Spencer (Evan Peters) já havia morrido uma vez, tornando-o imune ao estranho poder de Zoe (Taissa Farmiga). O mesmo se aplica para Madison Montgomery (Emma Roberts). Isto é comentado durante um diálogo no sétimo episódio, “The Dead”, onde a ex-estrela de Hollywood comenta: “Será diferente com Kyle. Ele já morreu uma vez. Vai precisar de mais do que a ‘coisa’ entre suas pernas para matá-lo”.

Afinal de contas, o que Madison sentia por Kyle?

Inicialmente, Madison sentiu inveja do relacionamento de Kyle e Zoe, mas logo encontrou nele alguém para se abrir e conversar à maneira deles por terem muito em comum: problemas com a mãe, morreram e ressuscitaram… Aquele triângulo amoroso, apesar de desgastante de se assistir, fez um certo sentido também para mostrar a complexidade de Madison. Ela aparentava não se importar com os sentimentos de Kyle e nem de Zoe, mas no fundo sabia que a inveja havia evoluído para afeto, pois após voltar da morte sentia-se vazia e precisava de alguém para se conectar, e Kyle era a única pessoa decente naquela ocasião.

Existe alguma relação entre Charles Montgomery, de ‘Murder House’, e Madison Montgomery?

“Mas nossa, eles são parentes só por terem o mesmo sobrenome?”, ou “A coisa mais comum que há são pessoas sem parentesco com o mesmo sobrenome” deve ter passado pela cabeça de alguns de vocês ao lerem esta pergunta. Mas vamos combinar, pessoal, é um seriado de Ryan Murphy. Raramente (nem tão raramente assim) coisas acontecem por acaso nesta série, e num rico universo compartilhado, seria mais do que uma simples coincidência os dois personagens possuírem o mesmo sobrenome. Mas a resposta até o momento é não, nada foi confirmado concretamente e tudo o que temos são alguns indícios de uma possível relação:

Madison não nasceu em Nova Orleans, ela é uma atriz de Hollywood, distrito de Los Angeles onde Charles Montgomery (Matt Ross) construiu sua mansão. Os dois possuem contatos com Hollywood, lembrem-se que o médico já havia executado métodos abortivos em atrizes e os dois possuem um estranho paralelo que poderíamos relacionar ao conto de Frankenstein. Madison juntou os pedaços de Kyle com pedaços de outros rapazes mortos no acidente que ela mesma provocou, e o trouxe de volta à vida através de um feitiço conjurado junto de Zoe. Após costurar as partes de seu filho, Charles estranhamente o trouxe de volta à vida e a sua sucinta explicação para o feito foi “Eu usei o coração pulsante de uma de nossas garotas”.

Quando Ryan confirmou a existência de bruxos, inúmeras teorias surgiram sobre Charles ter praticado necromancia em seu próprio filho sem saber o que estava fazendo, e provavelmente descobriremos alguma coisa sobre isto no crossover entre as duas temporadas. É uma arma engatilhada. Existe também uma teoria de que foi usado o sangue da Condessa Elizabeth (Lady Gaga) ou de seu filho Bartholomew para ressuscitar Thaddeus através do vírus.

Por que no começo da temporada Cordelia diz que existiam poucas bruxas, mas no final da temporada várias bruxas novas aparecem?

Provavelmente, muitas famílias não sabiam que carregavam genes das bruxas de Salem e não sabiam lidar quando poderes estranhos era manifestados em seus filhos. O fato de Cordelia (Sarah Paulson) ter ido à público na TV aberta e revelar que havia um lar para jovens que sofriam com isso foi o principal motivo, agora havia um lugar seguro para cuidar de todos.

Por que a Queenie conseguiu salvar a vida de Misty através do Vitalum Vitalis no cemitério, mas não conseguiu performar o dom para salvar Zoe durante o teste das Sete Maravilhas?

A explicação para isso foi subjetivamente estabelecida no roteiro ao longo dos episódios finais. Começando por uma explicação básica, Cordelia estava suprimindo os próprios poderes e os manifestava através das garotas durante toda a temporada. A teoria foi levantada por Myrtle Snow (Frances Conroy) durante o último episódio da temporada, “Seven Wonders”, onde ela disse que Cordelia suprimia os próprios poderes através de sua visão a respeito de quem seria próxima Suprema e também por conta da falta de confiança em si mesma.

Esse gif é para vocês, fãs de Foxxay.

Podemos confirmar a teoria durante três momentos, dois com Misty Day (Lily Rabe) e outro com Queenie (Gabourey Sidibe). Durante uma “aula”, Misty se esforçava bastante para trazer uma planta de volta à vida e somente conseguiu sucesso após Cordelia pedir-lhe para repetir o feitiço com intenção. Durante o resgate de Misty Day no cemitério, Queenie provou ser capaz de performar Telecinese e Vitalum Vitalis somente após Cordelia lhe dar apoio dizendo “quando o mundo vê uma parede, nós vemos uma porta”. Isto aconteceu novamente durante o teste dos Sete Poderes, onde Misty demonstrou dificuldade ao usar Telecinese e somente após Cordelia murmurar “intenção” a bruxa do pântano conseguiu provar a habilidade.

Nenhuma das garotas completou os testes, mesmo Zoe que durante a temporada mostrou poder saber usar todos (com exceção do domínio completo da Transmutação), pois elas apenas estavam servindo como receptáculos para os poderes de Suprema de Cordelia, que estavam aos poucos retornando para a sua verdadeira dona.

Uma Suprema dessas, bicho.

Como funciona a história do inferno pessoal?

RESPONDIDA POR GUSTAVO CAVALCANTE.

O conceito de inferno pessoal é explorado colocando em foco os maiores medos ou experiências traumáticas de cada personagem. Ao morrer, o indivíduo é introduzido num universo onde revive suas piores vivências do mundo carnal. Um exemplo (triste, por sinal) é o da personagem Misty Day, que fica presa numa sala de aula matando sapos e os ressuscitando, algo que provavelmente foi traumático em sua infância.

Por que a Fiona foi para o inferno se o Papa Legba recusou acordo com ela, dizendo que ela não tinha alma?

Existem duas possíveis repostas para esta pergunta, a primeira é simples: Papa Legba (Lance Reddick) quis dizer aquilo num sentido metafórico, se referindo ao quão impura era a alma de Fiona para sequer usá-la num pacto.

A segunda resposta talvez seja um pouco inacessível para quem não tem paciência para uma longa uma pesquisa. No episódio 10, “The Magical Delights of Stevie Nicks”, Fiona Goode (Jessica Lange) e Marie Laveau (Angela Bassett) finalmente fazem as pazes após frustrantes circunstâncias para a Rainha do Vodu. A parceria das duas provou-se ser forte o suficiente para conjurar um feitiço e derrubar a Corporação Delphi, gerenciada por caçadores de bruxas. Após Fiona desmaiar por conta do esforço, Marie diz para a então Suprema: “Não estou pronta para me despedir de você. Ainda temos trabalho pela frente”. Enquanto dizia isso, enrolava mechas do cabelo de Fiona numa boneca. Acontece que dentro das práticas do vodu, este processo marca um dos rituais para ligar a alma de alguém a um objeto. Então quando Fiona tenta fazer o acordo com Papa Legba, sua alma não estava disponível para isso. Após a morte de Marie, o feitiço foi desfeito e a alma de Fiona estava livre.

Para os fãs de Harry Potter: Fiona tinha uma horcrux?

Foi deixado claro que a Suprema tem saúde perfeita até a nova Suprema começar a “desabrochar”. O fato de Cordelia ser cega e ser infertil não a desqualificaria?

Ser infértil não é um sinal de saúde frágil, é um problema genético. Existem várias razões pelas quais mulheres são incapazes de engravidar e as razões de Cordelia nunca foram explicadas completamente, só sabemos que o tratamento que ela fazia não funcionava. Seria a mesma situação caso uma Suprema não tivesse uma perna. Não significa que é saudável ou não-saudável, simplesmente não está lá e não tem de onde voltar. A respeito de sua visão, ela a perdeu pois foi atacada e não por conta de uma doença.

Screaming in Sarah Paulson’s language.

Por que a Madison não impediu o Kyle de matá-la?

Esta pergunta poderia também variar para “por que Madison não se transmutou para longe de Misty enquanto levava uma surra?”, foi uma situação parecida. Nesta ocasião, ela também poderia usar seu poder mais familiar e empurrar Misty para longe usando a Telecinese, mas não o fez. Isso é o que é difícil ao escrever um roteiro com personagens capazes de usar poderes mágicos, você não pode fazê-los se teleportarem ou usar quaisquer outros poderes sempre que for conveniente.

Existem duas possíveis respostas para a pergunta do tópico, a primeira é de que quando Cordelia completou os testes dos Sete Poderes, ela começou a catalisar de volta os poderes que havia manifestado através das garotas, então não sabíamos ao certo quais poderes Madison conseguia executar com sucesso. A outra, mais aceitável, é que Madison estava tão perturbada emocionalmente, tanto por ter falhado no teste quanto pela atual situação em que estava, que não conseguiu se concentrar para usar qualquer poder nas duas ocasiões.

Como as bruxas foram capazes de matar o Bárbaro (ou Homem do Machado) novamente?

É simples: durante o sexto episódio, “The Axeman Cometh”, Zoe baniu o espírito do Bárbaro (Danny Huston) para o plano corpóreo, ele mais uma vez possuía um corpo de carne e osso. No episódio 12, “Go to Hell”, Cordelia avisa às bruxas que ele está no plano corpóreo e depois a carnificina acontece.

E então, faltou alguma dúvida interessante que não está no texto? Deixe nos comentários. Em breve, prometo, continuo a sequência com Freak Show! Mas não existem muitas dúvidas sobre esta temporada, não é?

  • Rodrigo Martins

    Ha ha, já desconfiava que existem bruxos em AHS, sabia que o Ryan ia explorar esse universo dos magos, a vários bruxos que realmente existiram na História como, Grigori Rasputin, Aleister Crowler,Chaim Samuel Jacob Falk e até mesmo Nicholas Flamel citado no primeiro filme de Harry Potter.

  • Vinicius Gandolfi

    Acho que a dúvida que todos mais tem de Freak Show é a “aberração” do Stanley…

    • gabrielpbb

      A serie deixa implícito que a aberração dele é o pênis muito grande. Fica mais claro na cena em que ele esta com o garoto de programa. E tbm tem referência a isso na abertura.

    • Eu acho que ele tinha dois pênis ‘-‘

  • Fabiano Luis

    Pq em Freak Show a Elsa morre se apresentando no Halloween, se ela é perfeita, e diferente das aberrações (Que tem Anomalias genéticas) ela só foi amputada.

    • Marcos Lima

      Acho q naquela época até mesmo coisas assim eram tidas como aberrações, sabe como algo “diferente” do comum

  • Mariana S

    Se a Zoe não podia matar o Kyle durante o sexo pq ele já tinha morrido antes, pq a Madison morreu no último episódio, se ela tbm já esteve morta??

    • gabrielpbb

      O Kyle matou ela enforcada, ou seja não usou magia. A Vagina da Zoe matava através de magia, tinha poder.

    • Gabriel Fernandes

      É como o Gabriel falou, eles são imunes ao poder da Zoe por essa razão. Mas se você der um tiro na cabeça do Kyle ele provavelmente morrerá, assim como a Madison morreu por estrangulamento.

    • Mariana S

      Entendii, obrigada <3

  • Sarri

    pensei que a minha coluna dúvidas estava morta, fico muito feliz que ela está de volta <3 pisem menos eu te imploro

    • Lucas Alves

      Olá vc sabe me dizer onde assistir a quinta temporada? Na netflix so tem ate a 4

  • Becky

    No último episódio de Coven, no final, aparecem várias bruxas, então por que a Suprema não poderia ter sido algumas delas ao invés das bruxas da série?

    • Gabriel Fernandes

      Se eu fosse te dizer que sei o motivo e elaborasse algo para responder, não seria algo concreto, infelizmente. “Cordelia estava destinada a ser a Suprema desde o começo”, é isso o que o roteiro entrega para a gente, foi apenas uma escolha da equipe criativa.

  • Carlos Vinicius Moreira De Bri

    A vida pós morte de AHS é uma confusão, você tem alguma teoria de porque as bruxas não terem virado fantasmas mesmo morrendo na casa ( onde spaldin e o assassino do machado morreram)? Talvez um: Os poderes que ligam a elas não permitem que fiquem no plano terreno.

  • E.G.

    Achei uó (!) a Cordélia ter terminado como suprema. Por mais que a Sarah tem o histórico na série, e é querida pelo público e tal, mas convenhamos, personagem apagadinha, secundária demais pra terminar com o título mais esperado pela temporada. Sinceramente, preferia a Zoe ter terminado como suprema, por mais que ñ foi uma atuação brilhante (texto nunca puxou pra isso), ou ser a personagem mais carismática, ainda era a escolha mais contundente e menos óbvia, pq a Cordélia foi mais óbvia e vir depois de todo o desenrolar da temporada justificar que por ser filha (pata que pariu!), ficou como encerrar sem fazer esforço, seguro perante o público que torcia ou Zoe ou Madison, usando do histórico “adoração Sarah” pra aceitação do final. Reforço que preferia a Zoe, personagem que mais me apeguei, ñ foi bem trabalhada, nem mais densa que Fiona ou Madison, mas do início ao fim era a mocinha ali, e a que além da Cordélia, também apresentou as 7 maravilhas (transmutação também sim, por mais que ñ tenha controlado, executou) além do plus viúva negra.

  • Lucas Alves

    Olá Gabriel, eu simplesmente amo esse quadro de dúvidas, sanou todas as minhas e sempre que termino uma temporada corro aqui para ler. Foi assim com Mouder House, Asylum e Coven, e será com Hotel mas ontem terminei FreakShow, e tenho algumas dúvidas (qual era a aberração do Stanley e o que deu o seu fim) entre outras que gostaria muito de descobrir. Porisso quero saber se tem previsão de lançamento deste capítulo desta coluna obrigado.

  • Pode parecer bobo, mas porque a Zoe não virou a suprema?
    Se não me engano ela tinha os 7 poderes, tem a ver com a Delia? Que quando ela virou a suprema acabou “sugando os poderes”? Ou algo do tipo, por favor quem puder responder eu ficaria muito agradecida!! <3

    • Gabriel Fernandes

      Algum dos poderes manifestados nas garotas vieram da Cordelia, e Zoe falhou durante o teste da transmutação. Não é ser capaz de executar, é ter o controle.

  • Licinio Barreto

    UMA PERGUNTA BLZ A MADISON MORREU MAS ELA JA MANIFESTAVA OS PODERES DE RESSUCITAR ? ENTAO ELA PODE ESTAR VIVA NO CROSSOVER PS:MADISON E A MELHOR PESONAGEM E COVEN FOI UMA TEMPORADA OTIMA

  • Rei Trouxa

    Mas a maior duvida é pq a cordelia e misty n se beixajaram

  • Natália A. Baptista

    Eu achei bizarro e fiquei abismada na cena em que a Madison morre e a Zoe já revive, como se a alma de Madison fosse parar nela, sei la… queria saber se alguém também pensou nisso