As possíveis referências cinematográficas para Hotel

Infelizmente, é bem possível que Ryan Murphy não possa ler essas nossas sugestões, nem ouvir nossas especulações. Imaginamos que tenha muito trabalho a fazer e uma responsabilidade muito grande com a nova temporada. Aos poucos vem saindo algumas novidades de Hotel e a estreia se aproximando. Mas o que temos é a – quase – certeza de que referências serão usadas. O novo tema é um leque de possibilidades, deixa muito vago pra imaginar o que poderia ser usado como referência ou se pode ser tudo muito novo e mudar a concepção de tudo aquilo que já vimos com hotéis em temática.

Separamos alguns filmes – Verdadeiras obras de arte, vale ressaltar – que gostaríamos de ver referenciados em AHS. Claro que ser referenciado não é uma certeza, mas ainda assim é uma enorme possibilidade.

O Iluminado;

O nosso primeiro lugar é de quem não poderia faltar nunca nessa lista! Imagino que ninguém nunca se esquece a primeira vez que assiste esse filme, talvez porque seja a única, talvez porque se apaixone o bastante pra assistir várias vezes. Lembro de ter assistido numa tarde, depois da escola, na casa de um amigo que é louco por filmes desse tipo e fã do autor, e principalmente, especialista em assustar a galera. Depois dessa vez, assisti outras mil vezes.

O iluminado é um filme estadunidense, baseado na obra de Stephen King e produzido em 1980. Protagonizado por Jack Nicholson, o filme retrata Torrance, um escritor, alcoólatra, zelador do Hotel Overlook e pai de uma criança capaz de ver os fantasmas que habitam o hotel. Não imaginamos danças fantasmagóricas nos salões do hotel, grandes nevascas ou labirintos. Mas esperamos algo como o quarto 237, “REDRUM” no espelho e, quem sabe, um machado.

maxresdefault

 

Psicose;

Mais uma gigantesca referência sobre filmes passados em hotéis, jamais poderíamos esquecer do Motel Bates. Estrelado por Anthony Perkins, Psicose tem cinco filmes, sendo o primeiro o mais conhecido. A história retrata o jovem Norman Bates, gerente de um hotel decadente, herdado de sua mãe. O filme conta a história de Mary Crane, funcionária de uma imobiliária e acusada de roubo da mesma. Para fugir da situação, Crane se esconde no Motel Bates.

Atualmente, Bates Motel é o nome de uma série do canal A&E. Psicose não foca o hotel como seu suspense, mas sim a patologia de Norman, que usa o hotel como cenário do assassinato de Mary Crane. A famosa foto da moça gritando no chuveiro não escapa da nossa imaginação quando é cogitada a possibilidade de assassinato num quarto de hotel. Em Murder House, Evan Peters interpretou um jovem com problemas psiquiátricos e autor de diversos assassinatos. Já ficamos sabendo que Evan será o vilão nessa temporada, ao lado de Sarah Paulson. Não seria uma má ideia pensar numa interpretação que se use Psicose como referência.

Janet-Leigh-in-Psycho-014

1408;

Por último e não menos importante, decidimos colocar mais uma obra do incrível Stephen King. Nesta obra de King, o seu personagem principal é Mike Enslin, interpretado por John Cusack. Mike é um escritor romancista cético que decidiu escrever sobre fenômenos paranormais. Apesar de nunca ter presenciado fatos e não acreditar em vida após a morte, decide viajar para Nova Iorque e se hospedar no Dolphin Hotel, quarto 1408, onde há relatos de espíritos malígnos, homicídios e suicídios.

Apesar do tema espiritual não ser muito corriqueiro na série, em Coven a personagem de Angela Bassett, Marie Laveau, era uma bruxa envolvida com rituais de voodoo, onde tem raizes em religiões e seitas africanas. Logo, não seria uma novidade envolver religiões ou rituais religiosos na série, porém, poderia ser algo mais aprofundado, retratado com mais detalhes ou quem sabe centralizando algum ponto do roteiro da série.

745D2FAD3A
Existem infinitas referências que nós poderíamos citar ou especular para a série. Acontecimentos em Los Angeles, assassinatos históricos em hotéis, hotéis famosos, entre outros. O que não falta são possibilidades. Enquanto aguardamos a estréia, ficamos com a certeza de Ryan Murphy quando disse que nessa nova temporada haverá “mais horror, sangrento e tenebroso. Horror de verdade.”

'