Books To Die For #7 – Quase Mortos

Quase Mortos (Nearly Departed, em inglês), conta a história de cinco adolescentes da cidade de Weirdsville. O destino de cada um muda completamente quando são colocados num grupo de trabalho escolar, e Emily (uma das protagonistas) revela que pode falar com fantasmas. Os cinco acabam se unindo para investigar se o que Emily têm escutado é realmente verdade ou não.

O início do livro se arrasta bastante entre o cotidiano da escola e os jovens, mas aos poucos a tensão vai aumentando e prendendo o leitor a cada página. A narrativa é intercalada entre cada personagem, o que deixa o drama ainda mais interessante, trazendo um novo ponto de vista a cada capítulo. Nossos heróis são um grupo dinâmico, mas inesperado: Bethan, melancólico e o mais inteligente da turma; Jay, um simples geek que possui uma paixão não correspondida; Hashim, o jogador de futebol mais famoso da escola; Kelly, linda e popular, e Emily, impopular, calma e retraída. Estes cinco adolescentes, que antes se detestavam, ao se envolverem em todas aquelas tramas sombrias, acabam descobrindo que são capazes de manter uma verdadeira e sólida amizade.

Além de uma grande narrativa, uma história original, e um suspense sem tamanho, a autora faz com que o leitor entre de cabeça na história, desvendando o sobrenatural e mais bizarro de cada personagem e de cada mistério. É realmente uma história sobre vida, morte e amizade, que consegue prender o leitor do início ao fim.

Com um desfecho surpreendente, Rook Hastings deixa no ar um final de chocar qualquer leitor, e uma ponta perfeita para a sequência, o segundo livro da série, intitulado “Corpos Imortais“, já lançado aqui no Brasil pela Editora PandorgA.

'