Ryan libera spoilers do próximo episódio

Sexo com um minotauro. Feitiço de sangue de cabra para fertilidade. Patti LuPone. O episódio 3 de American Horror Story: Coven, chamado de “The Replacements,” certamente não foi entediante. EW falou com o co-criador Ryan Murphy sobre todos os detalhes, assim como o que há por vir para o episódio de Halloween (Zumbis!).

EW: Eu adorei o flashback com Christine Ebersole como a Suprema antes de Fiona. Quando iremos vê-la novamente?

Ryan Murphy: Têm flashbacks com ela, com certeza. Tem um ótimo flashback dela com Angela Bassett dos anos 70.

EW: Nós conseguimos ver uma Fiona jovem e isto me fez pensar se iremos ter um deslumbre do pai de Cordelia.

Ryan Murphy: Falamos sobre isto. Não temos certeza. Estamos interessados, mas não sabemos direito a história. Talvez sim, talvez não.

EW: Spalding e Fiona claramente têm uma história juntos.

Ryan Murphy: Eles têm. Tem praticamente uma cena inteira no episódio 4, onde perguntas são respondidas. Como Fiona se tornou a Suprema mais jovem da história do Coven e por que Fiona odeia tanto Myrtle. Por que parece que Spalding é a mão direita de Fiona? Há grandes flashbacks neste episódio.

EW: Descobrimos quem está envolvido com o caso da língua dele?

Ryan Murphy: Ah sim.

EW: Eu lembro que perguntei ao Denis O’Hare, quanto Spalding é parecido com Larry, e Denis disse que Spalding é mais deturpado.

Ryan Murphy: Eu disse ao Denis, “No começo de um dos episódios, Denis, você terá de usar um gorro de vovô e uma camisola Kabuki .” E ele disse, “Ok, estou dentro.” E você vê que no próximo episódio, há uma grande cena para Denis, que é tão articulado. Parece que ele está no próprio cinema mudo. Mostramos em flashback a origem da perda da língua e fala. Ele é o silencio à sentinela.

EW: Parece que Queenie está entrando em um relacionamento sexual com o minotauro, correto?

Ryan Murphy: Bem, eu acho que Queenie gostaria de estar num relacionamento sexual, não apenas com o minotauro. Eu acho que ela quer é ser aceita. Acredito que as coisas que acontecem entre o minotauro e ela serão revelados no episódio 4.

EW: Eu não sabia se era uma coisa do tipo amigos com benefícios. 

Ryan Murphy: (Risadas). Isto não acaba bem. É só o que tenho a dizer.

EW: Nós vimos o lado negro de Misty (Lily Rabe). É seguro dizer que há um lado malicioso dela?

Ryan Murphy: Ah sim, eu acho que tem. Adoro aquela cena. Acredito que ela realmente queira pertencer a algo. Estou bem interessado neste personagem, pois ela representa a minoria dos grupos que estamos explorando neste ano. Ela se sente isolada com suas crenças. Mas acho que Misty talvez seja de vários modos, a mais perigosa de todas, porque eu acho que ela tem o maior poder de todos. Você verá o crescimento dela nesta temporada.

EW: Temos Patti LuPone neste episódio. O seu filho está interessado em Nan (Jamie Brewer)?

Ryan Murphy: Sim. Eu acho que ele é um bom menino, com coração limpo e de todas aquelas garotas, ele acha que Nan é a mais parecida com ele. Ainda não vimos a história de Nan, mas iremos. Acredito que ela seja a mais inocente de todas e mais possível de se confiar. Ela tem muitas qualidades que chamam atenção dele. Na verdade, algo especial acontece no próximo episódio de Halloween, parte um e dois.

EW: Vocês colocaram uma espécie de alucinação feita do feitiço de fertilidade com a cabra. Aquilo é real?

Ryan Murphy: Sim. Tudo o que temos no show foi pesquisado. Eu disse, eu não sei quantas mulheres sacrificaram cabras ou fizeram in vitro. Não tinha muita coisa a se falar. Apenas nas pesquisas que nos baseamos.

EW: Eu estava pensando que Sarah Paulson estava tendo um ano fácil, comparado ao Asylum. Mas aí ela tem uma cabra sangrenta colocada em sua vagina. Foi louco este dia no set?

Ryan Murphy: Foi bem louco. Eu acho que Angela adorou aquela cena. E a Sarah e eu adoramos também, mas deixamos com a Angela. A história dela começa mesmo a ganhar peso no episódio 4.

EW: Iremos descobrir o por que de Cordelia ter tanto interesse em ter um bebê? Ou é só porque Fiona foi uma mãe horrível?

Ryan Murphy: Sim, há isto e a ideia de que quando você tem um filho, você meio que se cura. Mas como eu disse antes, eu não estou interessado em como acontece. Mas no próximo episódio, você vê que está tudo horrivelmente torto.

EW: E falando em coisas horrivelmente tortas, a ressurreição de Kyle não dá muito certo. Claramente ele matou a mãe, que não foi muito legal.

Ryan Murphy: (Risadas) Eu sempre adorei aquela coisa do Frankenstein, porque adoro a ideia de quando você é criado com partes de muitas pessoas, fica meio místico, onde o corpo ganha outra personalidade. Claro, Kyle estava no acidente do ônibus com aqueles caras horríveis. Ele foi criado com as partes dos caras que não gostava. Então ele precisa controlar os impulsos macabros e sombrios que não são deles e ainda lidar com a confusão. E ele parece uma criança agora. Está como um bebê Frankenstein aprendendo a andar. Evan está trabalhando muito nisto.

EW: Adorei que você colocou Jessica Lange pra jogar sinuca. Adorei seu vestido, a luz e ela jogando com Emma Roberts.

Ryan Murphy:E ainda bebendo bourbon!  Adorei também.

EW: O que mais você pode contar sobre o próximo episódio?

Ryan Murphy: O quarto é chamado de “Fearful Pranks Ensue.” Kathy Bates está muito confusa sobre o Halloween e quando ela descobre o que é Halloween, ela quer fazer uma fogueira no jardim da frente para evitar os maus espíritos. Estaremos prestando um grande e real tributo de zumbis para Marie Laveau. Recentemente eu assisti “I waked with a Zombie”. Eu sempre adorei o filme e o vudu, que é bem diferente do The Walking Dead. É bem fascinante.

EW: Então iremos ver zumbis que fazem vudu em American Horror Story?

Ryan Murphy: Irão. Especificamente, irão ver as filhas horrorosas de Madame LaLaurie de volta. No episódio 5, que é a segunda parte, há algo brilhante que Kathy Bates tem que eu amo. Dá pra ver como Madame LaLaurie costumava celebrar o Halloween. Ela tinha sua própria câmara de terror, em sua sala de jantar e ela fazia seus convidados de Halloween irem lá dentro. É também o momento de Zoe realmente começar a reagir e tentar salvar o Coven.

EW: Então Zoe defente o Coven contra os zumbis?

Ryan Murphy: Sim, e agora sem a Madison no caminho, eu acho que as garotas estão tipo “Será que Madison era a Suprema?” Então há uma batalha para parar Jessica. Cordelia tem um evento horrível, horrível mesmo. Acho que foi uma das piores e mais difíceis coisas que Sarah Paulson já filmou em sua vida.

EW: Iremos descobrir quem é a nova Suprema antes do final da temporada?

Ryan Murphy: Não tenho muita certeza. Sei quem é, mas não como vamos mostrar isto.

Tradução e adaptação: Marianna Marcinichen Garcia.